Inconfidência

5 cuidados ao se escolher uma empresa de terceirização

Contratar uma empresa de terceirização pode ser uma forma de desonerar a folha de pagamento, ou, mesmo, de obter ajuda de especialistas para a realização de atividades no ambiente organizacional. Seja qual for seu objetivo, porém, é necessário tomar alguns cuidados.

Dicas para contratar uma empresa de terceirização

Abaixo, listamos cinco dicas que todo contratante deve levar em consideração, antes de fechar negócio. Leia atentamente e tire suas dúvidas.

1.Analise a reputação da marca

Um nome tradicional no mercado transmite credibilidade. Esse é o primeiro critério para escolher uma prestadora de serviços, independentemente do segmento de atuação.

Você pode começar pedindo indicação para outros gestores. Depois, pesquise sobre a terceirizada. Certifique-se de que o grupo a ser contratado esteja em dia com as obrigações legais e financeiras.

2.Desconfie de preços fora do comum

Além de observar o histórico da companhia, cabe solicitar um orçamento estimado para a tarefa em questão. Em seguida, compare esse valor ao praticado por outros empreendimentos do ramo.

Não se iluda com preços muito abaixo da média. Eles podem significar má remuneração dos funcionários, falta de treinamento da equipe ou uso de material de procedência duvidosa. Na dúvida, melhor optar pela relação custo/benefício mais satisfatória. Disponha-se a investir na qualidade do serviço.

3.Exija treinamento dos colaboradores

Um motivo para recorrer a empresas de terceirização é contratar um grupo de especialistas. Uma equipe de limpeza, por exemplo, deve saber manusear produtos e equipamentos para a correta higienização dos espaços.

Acontece que certos locais, como indústrias ou unidades de saúde, exigem maquinário e procedimentos específicos. Portanto, verifique junto à firma contratada se os colaboradores passaram pela formação exigida, se participam de cursos de reciclagem e se seguem padrões de qualidade reconhecidos no meio.

4.Atente à segurança das operações

Falando em padronização, esse critério se estende para além dos recursos humanos. Ferramentas e utensílios necessários para a tarefa também devem estar em dia.

Apure quais são os equipamentos de proteção individual (EPIs) obrigatórios para a atividade. Veja se esses itens são devidamente utilizados pela equipe terceirizada e se houve manutenção. A terceirização não significa negligenciar a segurança.

5.Confirme a disponibilidade para o serviço

Cumpridas todas essas etapas, chega o momento de negociar com a empresa de terceirização sobre a viabilidade do trabalho a ser feito. Dependendo da complexidade da missão, será preciso acionar um contingente maior de funcionários, ou atuar durante mais turnos.

Confirme quais serão os horários da jornada e se há possibilidade de extensão. Defina, em contrato, as condições para o serviço, deixando claros direitos e deveres de ambas as partes. Dessa forma, não sobrará brecha para mal-entendidos ou interpretações dúbias.

Tirou suas dúvidas sobre os cuidados que se deve tomar antes da terceirização de um serviço? Conte para nós o que você achou deste post! E aproveite para acompanhar o blog da Inconfidência e conferir outras informações sobre o assunto.

Assine nosso blog!

Assine nosso blog!