Como avaliar o custo/benefício da terceirização

Como avaliar o custo/benefício da terceirização

Nós já explicamos como a terceirização de serviços colabora para a redução de custos de uma empresa. Enxugar a folha de pagamento talvez seja a vantagem mais evidente. Junto a isso, vem a possibilidade de focar no core business e abrir espaço para a inovação.

Porém, é natural que alguns empreendedores ainda tenham dúvidas sobre essa modalidade de contrato. Está na sabedoria popular: “quando a esmola é demais, o santo desconfia”. Para mostrar a você que o negócio pode, sim, dar certo, vamos ensiná-lo a avaliar o custo/benefício dos serviços terceirizados. Acompanhe!

Calculando o custo/benefício dos serviços terceirizados

O primeiro passo é pôr tudo na ponta do lápis. Para fins de explicação, vamos utilizar o exemplo da equipe de limpeza.

Liste todas as despesas que você teria com esse setor, a começar pelos funcionários. Verifique quantos colaboradores seriam necessários para efetuar a tarefa. Depois, some os salários e todos os encargos trabalhistas que incidiriam sobre a folha de pagamento, como 13º, férias remuneradas e FGTS. Além disso, acrescente os riscos trabalhistas e custos gerados por substituição em férias, afastamento de funcionários e etc.

Em seguida, inclua o investimento em materiais e utensílios: vassouras, rodos, panos higienizadores, desinfetante, detergente, papel higiênico e o que mais for preciso. Lembre-se de que muitos desses produtos precisam ser repostos com frequência. Portanto, tente projetar, por exemplo, quantas esponjas e quantas barras de sabão seriam usadas no período de um ano.

Ao fim desse exercício, você terá um determinado valor, então basta compará-lo com a taxa cobrada pela prestadora de serviços. Pronto: o custo/benefício da terceirização já começa a se desenhar.

Como escolher a prestadora de serviços certa

Até agora, falamos mais da parte “custo” dessa relação. Chegou a vez de abordarmos os benefícios.

Esse ponto é mais subjetivo, pois depende dos processos internos de cada organização. Por exemplo, a limpeza industrial pode demandar paradas de máquina, o que afeta diretamente a produção de uma fábrica. Nesse caso, a manutenção deve ser realizada num período de baixa produtividade.

Ou seja: ao contratar uma equipe de fora para a função, o empreendedor precisa estar atento à flexibilidade de horários. Esse cuidado permite o correto planejamento das atividades, de modo que a rotina de trabalho não sofra alterações bruscas.

Ainda, a empresa contratada deve fornecer meios que garantam o andamento dos serviços. Nesse aspecto, a reposição imediata de colaboradores é uma das questões principais. Assim, na eventual ausência de alguém, a terceirizada se responsabiliza em encontrar um substituto para cumprir com as obrigações. Além disso, ela também assume as trabalhistas provenientes e não repassa a responsabilidade por eventuais ações.

Outro motivo para preferir a terceirização diz respeito ao know-how dos trabalhadores. Um grupo de especialistas em limpeza hospitalar realizará a faxina de clínicas e consultórios de acordo com as normas de segurança sanitária. Para tanto, verifique se o pessoal passa por treinamentos específicos e utiliza Equipamentos de Proteção Individual.

Estas seriam as sugestões básicas para você avaliar o custo/benefício de serviços terceirizados. No entanto, precaução nunca é demais. Pesquise a reputação da marca e observe as cláusulas do contrato, dando atenção aos direitos e deveres de ambas as partes. Isso aumenta suas chances de fechar um acordo vantajoso.

Este artigo foi útil para você? Deixe um comentário! Seu feedback é importante para continuarmos a oferecer conteúdo de qualidade aos leitores.

Atendimento via WhatsApp
Converse via WhatsApp com nossa equipe para tirar suas dúvidas ou solicitar a visita de um consultor em sua empresa