Saiba como a sinalização evita acidentes de trabalho

Saiba como a sinalização evita acidentes de trabalho

O Brasil registra 700 mil acidentes de trabalho por ano, de acordo com dados do governo federal. Em muitas situações, os funcionários precisam ser afastados das atividades profissionais, o que resulta em prejuízo para as empresas. Estima-se que, desde 2012, a economia do país tenha perdido R$ 22 bilhões por conta desses casos.

A questão é que boa parte dos problemas pode ser evitada. Cuidados simples, como o uso de equipamentos de segurança e a sinalização dos ambientes, são capazes de evitar uma indenização por danos físicos. Isso vale para incidentes envolvendo não só os colaboradores, como até mesmo os clientes de uma loja ou de um restaurante.

Sinalização correta ajuda a evitar acidentes no trabalho

Pense num exemplo comum do dia a dia: a limpeza. Comerciantes devem manter seu estabelecimento em perfeitas condições de higiene. Afinal, um local sujo e desorganizado causa má impressão nos consumidores, sem contar que oferece risco à saúde pública.

Sendo assim, é importante ter alguém responsável pela faxina. Os procedimentos variam de acordo com a natureza do negócio, mas geralmente envolvem recolher o lixo, tirar o pó dos móveis e passar rodo no chão.

Opa: o sinal amarelo se acendeu. Piso molhado aumenta as chances de alguém escorregar. E se for uma pessoa idosa? A queda pode ocasionar fraturas e outras lesões sérias. Melhor evitar um problema desses.

É por isso que, durante ou após a limpeza de ambientes, muitos pontos comerciais utilizam uma placa de sinalização. O cavalete amarelo, posicionado na área de risco, alerta para a superfície escorregadia. Dessa forma, qualquer pessoa que o observe desvia o caminho e pode prosseguir em segurança.

Outros materiais de sinalização também ajudam a proteger o público. Um simples painel indicando PERIGO já é suficiente para interditar um local, evitando acidentes ocupacionais. Recursos do tipo são bem comuns em zonas de acesso restrito, como casas de máquinas, caldeiras ou laboratórios de análise clínica.

Terceirização garante boas práticas na limpeza de ambientes

Além do uso de equipamentos de sinalização, a equipe responsável pelo serviço de limpeza deve passar por treinamento específico. As demandas de um hospital não são as mesmas de uma fábrica, por exemplo. Logo, os profissionais precisam conhecer os manuais de boas práticas do setor, assegurando uma higienização adequada que garanta a durabilidade dos bens móveis.

Porém, o investimento em materiais de proteção individual e em cursos de capacitação costuma ser oneroso, especialmente para pequenos e médios negócios. Manter Médico do Trabalho e Técnicos de Segurança do Trabalho na folha de pagamento, contratar Enfermeiros para treinamentos específicos podem comprometer o resultado do negócio se esta não for sua atividade fim.  É preciso encontrar uma solução segura, mas que caiba no orçamento. Entra em ação a terceirização de serviços.

Nessa modalidade contratual, você paga apenas uma taxa fixa pela realização das tarefas. A empresa terceirizada fica responsável em disponibilizar pessoal treinado. Os trabalhadores cumprem a missão com eficiência e agilidade, sempre de acordo com as normas e leis trabalhistas. E, claro, sempre sinalizando os locais corretamente, para que tanto o público interno quanto o externo fiquem livres de acidentes de trabalho.

Quer saber mais sobre a terceirização de limpeza e conservação predial? Então cadastre-se no site e assine nossa Newsletter! Você vai receber, em primeira mão, as novidades publicadas aqui no blog.

Esperamos que o conteúdo de hoje tenha sido útil. Até a próxima!

Atendimento via WhatsApp
Converse via WhatsApp com nossa equipe para tirar suas dúvidas ou solicitar a visita de um consultor em sua empresa