Doenças de banheiro demandam cuidados com a higiene

Doenças de banheiro demandam cuidados com a higiene

O ambiente de um banheiro público está associado a diversas doenças, como gastroenterite, hepatite A e até infecção por HPV. Isso acontece porque o local contém coliformes fecais, minúsculas partículas de fezes carregadas de microrganismos nocivos.

Sem a higienização correta, os usuários podem tocar numa superfície contaminada e, em seguida, levar as mãos até a boca. É esse contato que desencadeia as enfermidades. Portanto, você deve conhecer alguns cuidados para evitar consequências graves à saúde.

Medidas para prevenir doenças no banheiro

Limpe o assento antes de usá-lo. É normal que a área acumule gotículas de urina e outras sujeiras. Por causa disso, muitas pessoas fazem verdadeiros malabarismos para utilizar o banheiro sem encostar no sanitário. Só que essas posições exóticas tensionam os músculos do assoalho pélvico e podem causar desconforto.

Ou seja, não tenha receio de sentar-se no vaso. Basta limpar as bordas com papel higiênico ou um lenço umedecido.

Feche a tampa para a descarga. As bactérias que não descem com a água suja tendem a se espalhar pelas paredes do sanitário, pelo suporte de papel higiênico e até pelo piso. Sendo assim, lembre-se de abaixar a tampa do vaso antes de acionar a descarga. Isso evita que os microrganismos migrem com tanta facilidade.

Lave bem as mãos. Como dissemos anteriormente, a maioria das doenças de banheiro é transmitida via oral-fecal. As mãos sujas são levadas à boca ou às vias respiratórias, fazendo com que os micróbios invadam o organismo. Para evitar a contaminação, lave as mãos com água corrente e sabonete líquido.

Não toque em mais nada. Hoje em dia é comum que os banheiros públicos tenham mecanismos automáticos para lavar e secar as mãos. Porém, em algumas situações, ainda é necessário fechar a torneira por conta própria ou puxar uma alavanca no dispensador de papel toalha. E esses pontos também estão cheios de germes.

Nesse caso, pegue o papel antes da lavagem. Tente segurá-lo na dobra do braço ou entre as pernas, por exemplo (é uma cena meio desengonçada, mas vale a pena). Em seguida, lave e seque as mãos com a torneira ainda aberta. Use um pedaço extra de papel para fechá-la – e aproveite-o para abrir a porta de saída.

Deixe o celular no bolso. Os equipamentos eletrônicos também podem acumular uma quantidade absurda de sujidades. Melhor não utilizar o smartphone num lugar tão insalubre.

Como garantir a higienização do banheiro

Fábricas, escolas, clínicas médicas, salões de beleza e quaisquer outros estabelecimentos recebem um sem-número de visitantes diariamente. Esse fluxo constante de pessoas demanda estratégias de higienização contínuas.

Nos banheiros, deve-se dar atenção especial à limpeza dos vasos sanitários, do piso e das bancadas – mas sem se esquecer de pontos menores, como as maçanetas. Também é preciso remover o lixo com frequência para diminuir a concentração de coliformes fecais no ambiente.

Nossa dica para uma higienização eficaz é a terceirização do serviço. Nessa modalidade de contratação, você tem à disposição uma equipe experiente, treinada conforme os manuais de boas práticas. Além de garantir a segurança sanitária do espaço, os profissionais utilizam os próprios produtos de limpeza, reduzindo os custos para o seu negócio.

Quer saber mais? Então confira nosso post sobre as cinco vantagens da terceirização.  No que precisar, basta entrar em contato com a Inconfidência. Nossos colaboradores estão prontos para atender à sua demanda.

Atendimento via WhatsApp
Converse via WhatsApp com nossa equipe para tirar suas dúvidas ou solicitar a visita de um consultor em sua empresa