Limpeza, desinfecção, higienização e esterilização: entenda as diferenças

Limpeza, desinfecção, higienização e esterilização: entenda as diferenças

A higiene de um ambiente garante a segurança das pessoas. Sem cuidado, cresce a proliferação de microrganismos causadores de doenças. Porém, cada espaço demanda soluções diferentes, a depender do risco de contaminação. É por esse motivo que trabalhamos com os conceitos de limpeza, desinfecção, higienização e esterilização.

Sim, esses processos podem até ser parecidos, mas apresentam particularidades. Você deve estar ciente delas na hora de contratar um serviço terceirizado de higienização para o seu negócio. Isso assegura que o trabalho esteja adequado às suas necessidades.

Definindo limpeza, desinfecção, higienização e esterilização

Abaixo, trazemos uma definição sintética das atividades de limpeza, desinfecção, higienização e esterilização. Acompanhe o texto para perceber as diferenças.

Limpeza consiste na remoção da sujeira visível. É o processo que envolve aspirar o chão, passar pano no piso ou lavar as bancadas de uma cozinha, por exemplo. Esse trabalho acaba com as sujidades mais grossas, como poeira e gordura, mas não chega a ser suficiente para evitar micróbios.

Desinfecção envolve a aplicação de um produto desinfetante no ambiente. Pode ser uma solução à base de álcool, cloro ou outra substância antisséptica. Essa medida serve para eliminar a maioria das bactérias e dos vírus que podem se reproduzir nas superfícies e causar problemas de saúde à população.

Higienização nada mais é que a limpeza seguida da desinfecção. Primeiro, remove-se a sujeira grossa e, em seguida, aplica-se um produto desinfetante. Trata-se do procedimento mais indicado para escritórios, lojas e outros espaços comerciais com grande circulação de pessoas.

Esterilização, por sua vez, significa a eliminação total dos germes. Para tanto, são conduzidos procedimentos químicos e físicos mais agressivos, como o uso de autoclave. Esse é um método de biossegurança para locais específicos, a exemplo de salas de cirurgia ou consultórios médicos, em que um único microrganismo pode ser prejudicial.

Ainda, vale mencionar a sanitização. Esse serviço ajuda a remover fungos e bactérias do ar-condicionado, ou então de móveis. Ao contrário dos sistemas anteriores, que são mais corriqueiros, a sanitização é realizada uma vez a cada seis meses, ou sempre que necessário.

Por que contratar uma equipe de higienização profissional

Mesmo que seu negócio não demande esterilização de instrumentos, a higienização ainda seguirá protocolos personalizados. O produto ideal para limpar vidros talvez não seja o mesmo para desinfetar computadores. As boas práticas numa oficina mecânica são distintas das rotinas num salão de beleza. Assim, sucessivamente.

O que queremos dizer é que não existe uma forma única de manter a empresa higienizada. Cada segmento comercial tem suas especificidades. Desse modo, é preciso contratar uma equipe capacitada para a tarefa.

É por isso que sugerimos a terceirização do serviço de higienização. Colaboradores terceirizados passam por treinamentos periódicos. Logo, eles conhecem os melhores métodos para atingir a máxima eficiência, garantindo a segurança sanitária do ambiente e economizando recursos.

Já falamos aqui no blog sobre como a utilização de equipamentos errados pode causar avarias nos móveis. Já a administração de substâncias impróprias eleva o risco de alergias e acidentes. Portanto, você precisa de pessoas capacitadas para conduzir o trabalho sem riscos – tanto ao seu patrimônio quanto à saúde das pessoas.

Quer um orçamento? Fale com a Inconfidência. Nossas equipes estão prontas para assumir qualquer missão relacionada à higienização de espaços.

Atendimento via WhatsApp
Converse via WhatsApp com nossa equipe para tirar suas dúvidas ou solicitar a visita de um consultor em sua empresa