Precisamos falar da importância do uso de EPIs

Precisamos falar da importância do uso de EPIs

Atividades de limpeza e manutenção predial sempre apresentam algum grau de risco. Por isso, o artigo de hoje destaca a importância do uso de EPIs. Essa sigla designa os Equipamentos de Proteção Individual, ferramentas essenciais para garantir a segurança dos trabalhadores. Fique alerta, pois a inobservância das regras pode trazer prejuízos ao contratante.

O que são EPIs e para que servem

EPI é todo dispositivo de uso individual destinado à proteção de riscos capazes de ameaçar a segurança e a saúde dos trabalhadores. A definição completa está presente na Norma Regulamentadora nº 6 da Secretaria de Trabalho, órgão vinculado ao Ministério da Economia.

Os produtos servem para evitar lesões, queimaduras ou outros problemas do gênero. Como cada profissão tem características particulares, os itens obrigatórios variam conforme a natureza do serviço e a parte do corpo a ser protegida.

São exemplos de EPIs:

– Para proteção da cabeça: capacete, capuz ou balaclava;

– Para proteção de olhos e face: óculos, protetor facial, máscara etc.;

– Para proteção respiratória: purificador, respirador com ou sem vedação etc.;

– Para proteção dos membros: luva, manga longa, braçadeira, dedeira, calçado especial, meia, perneira, entre outros;

– Para proteção contra quedas: cinturão de segurança com dispositivo trava-queda ou com talabarte.

É dever do trabalhador utilizar os EPIs da maneira correta durante todo o expediente. Junto à sinalização da área, essa medida reduz bastante os perigos laborais.

Já o empregador deve prover equipamentos de qualidade, que estejam em condições adequadas de conservação e utilização. Também é necessário treinar a equipe para o uso dos EPIs.

Importância do uso de EPIs: saúde e segurança no trabalho

Você já pensou nos riscos aos quais um zelador de prédio está exposto? Se ele não vestir luvas e botas de borracha, pode tomar um choque elétrico ao mexer no quadro de luz, por exemplo.

Já uma funcionária da limpeza lida com sanitizantes químicos altamente tóxicos. Nesse caso, óculos e máscara são essenciais para evitar irritação das mucosas.

E o que dizer da manutenção em altura, como limpeza de fachadas e telhados? O cinturão se torna indispensável para impedir uma queda do profissional.

Ainda, vale lembrar que vivemos as consequências da pandemia de Covid-19. Os protocolos sanitários para diminuir a possibilidade de contágio seguem valendo. As máscaras, nesse cenário, se tornaram item básico para trabalhadores de todas as áreas.

É por essas e outras que você deve dar a devida importância ao uso de EPIs. Mesmo quando há atividades terceirizadas no local, a empresa contratante tem responsabilidade quanto à segurança, a higiene e a salubridade dos colaboradores.

Portanto, observe com atenção a prestadora de serviços. Ela deve fornecer equipamentos de proteção individual a todos os membros da equipe. Verifique, ainda, se os funcionários passam por cursos de capacitação para utilizar esses produtos adequadamente.

Irregularidades no fornecimento ou mesmo no uso de EPIs podem render denúncias aos órgãos fiscalizadores. As consequências vão de multa a embargo das atividades laborais. Em caso de lesão de um funcionário, o empregador pode até responder a processo na Justiça.

Você não quer correr esse risco, quer? Então conte com uma prestadora de serviços qualificada.

A Inconfidência segue os mais rigorosos manuais de boas práticas. Conte conosco para terceirização de limpeza, zeladoria e manutenção predial.

Atendimento via WhatsApp
Converse via WhatsApp com nossa equipe para tirar suas dúvidas ou solicitar a visita de um consultor em sua empresa