Inconfidência

A necessidade de higienização em igrejas e outros espaços religiosos

Em vez de água benta na entrada, álcool em gel para as mãos. A Covid-19 alterou protocolos sanitários até em igrejas, templos e sinagogas. Mas e quando a pandemia passar? Mesmo que o coronavírus deixe de ser uma ameaça, ainda assim será preciso pensar na higienização de espaços religiosos.

Higienização em igrejas, templos e sinagogas

Uma igreja é um lugar de comunhão. Todos são bem-vindos para orar, se abraçar e manifestar sua crença. Porém, a alta circulação de pessoas num mesmo ambiente também gera situações problemáticas. Cada indivíduo que vem da rua pode trazer consigo sujeira nos sapatos, além de microrganismos causadores de doenças.

Talvez o risco sanitário tenha ficado mais evidente após a pandemia de Covid-19. Medidas como o distanciamento dos assentos, a restrição no número de fiéis presentes nas cerimônias e o uso de máscara foram adotadas para diminuir a propagação do vírus. Só que, antes disso, já era necessário pensar em limpeza e desinfecção de superfícies.

A fé não impede que o ser humano fique suscetível a alergias respiratórias, por exemplo. E um templo sem a correta higienização se torna o cenário ideal para a propagação de surtos. Isso porque a poeira e a umidade, agravadas pela falta de circulação de ar, são elementos causadores de mal-estar.

Portanto, deve-se combater a sujidade como se fosse um pecado. Para isso, nada melhor que contar com ajuda especializada.

Saiba mais: Como manter superfícies de alto toque livres de vírus

Por que terceirizar serviços de limpeza em espaços religiosos

Serviços terceirizados de limpeza colaboram para manter a higiene, a organização e a segurança de templos e igrejas. Conheça algumas vantagens dessa modalidade:

Contratação por demanda – É possível contratar o grupo para missões específicas, com dia e hora marcada. Desse modo a congregação arca com os custos do serviço apenas nos momentos necessários. A quantidade de colaboradores na equipe também pode se ajustar à ocasião, dependendo do tamanho do espaço a ser higienizado e da complexidade da tarefa.

Discrição – A triagem do pessoal designado para o trabalho corresponde ao perfil que o cliente seleciona. Assim a igreja consegue montar um time que apresente as características certas para atuar num espaço religioso, como seriedade, respeito e discrição.

Qualificação dos profissionais – Os colaboradores da limpeza passam por treinamentos periódicos. Eles chegam ao local prontos para cumprir a missão designada, atendendo a rigorosos manuais de boas práticas. Essa é a garantia de um serviço de qualidade, visando ao conforto e ao bem-estar da comunidade religiosa.

Preservação do patrimônio – Vale lembrar que o emprego de sanitizantes inadequados pode ocasionar transtornos, como danos aos móveis e até intoxicação nas pessoas. Por esse motivo, os produtos de limpeza precisam ser próprios para cada situação. Uma equipe terceirizada utiliza artigos de uso profissional, que conferem maior eficácia e preservam o patrimônio da casa.

Saiba mais: Cuidados pessoais para evitar contágio por doenças

Confie na Inconfidência para a higienização de igrejas, templos e sinagogas. Nossos profissionais são altamente qualificados para essa incumbência.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento. Atendemos em diversas cidades do Rio Grande do Sul.

Assine nosso blog!

Assine nosso blog!