Gestão de resíduos – Adeque-se às normas com a terceirização

Gestão de resíduos – Adeque-se às normas com a terceirização

O lixo gerado na sua empresa é um problema que atinge toda a sociedade. Quando descartados de qualquer maneira, os rejeitos podem ir parar em aterros irregulares. Trata-se não só de uma agressão ao meio ambiente, mas, também, de um risco à saúde pública. Afinal, o acúmulo de sujeira abre espaço para contaminação e doenças.

É por isso que o Brasil possui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pela Lei nº 12.305/10. O texto estabelece a responsabilidade compartilhada – entre fabricantes, distribuidores, comerciantes e cidadãos – pelo manejo desses materiais. Para adequar-se às normas, a terceirização do serviço de limpeza é uma alternativa.

Política Nacional de Resíduos Sólidos na prática

A gestão de resíduos começa pela adoção de hábitos sustentáveis. Deve-se pensar na redução do consumo, na reutilização de objetos e na reciclagem do que for possível. Porém, mesmo com essas medidas, alguns produtos tornam-se inutilizáveis após o uso. É o caso de instrumentos hospitalares e de dejetos industriais, por exemplo.

Segundo a legislação, o lixo é classificado de duas maneiras. A primeira é quanto à origem, podendo ser fábricas, canteiros de obras, postos de saúde, portos ou escritórios, entre outros locais. A segunda é quanto à periculosidade. São considerados perigosos os inflamáveis, corrosivos, tóxicos, e patogênicos.

Cada tipo de refugo requer um descarte adequado. Dessa forma, tanto os trabalhadores quanto o restante da população permanecem em segurança. Aos geradores de resíduos sólidos na indústria e no comércio, cabe sistematizar procedimentos para o correto manuseio dos rejeitos.

Pense nas lâmpadas queimadas ou nos equipamentos eletrônicos que não têm mais serventia para seu negócio. Eles demandam um esquema de logística reversa. Ou seja, devem ser entregues a um posto específico de coleta, para que uma companhia autorizada recolha-os e possa reaproveitar os componentes.

Ainda, a lei define que pessoas jurídicas, ao trabalharem com qualquer material classificado como perigoso, devem constar no Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos. É necessário, inclusive, contar com um responsável técnico para o gerenciamento.

Terceirização da limpeza ajuda na gestão de resíduos

Você não precisa destinar um funcionário do seu quadro de colaboradores para desempenhar tal função. A responsabilidade técnica pode ficar a cargo de um contratado. Aliás, uma equipe terceirizada de limpeza costuma ser a solução mais em conta para qualquer estabelecimento.

Os profissionais de uma prestadora de serviços recebem treinamento específico para realizar a gestão de resíduos. Eles utilizam equipamentos de proteção pessoal (EPIs) e seguem todas as normas de boas práticas. Escritório, indústria ou hospital, tanto faz: sempre haverá um time disponível para a higienização especializada.

Com isso, os custos diminuem. Você não tem encargos trabalhistas nem precisa investir na compra de produtos para a faxina. Os ganhos de produtividade também são nítidos. Com a questão do lixo resolvida, sobra mais tempo para focar no core business e oportunizar a inovação.

O que está esperando? Adequar sua empresa à Política Nacional de Resíduos Sólidos é contribuir para um futuro mais sustentável. E você pode fazer isso sem comprometer a saúde financeira dos negócios. Entre em contato com a Inconfidência e solicite um orçamento para terceirização de limpeza.

Atendimento via WhatsApp
Converse via WhatsApp com nossa equipe para tirar suas dúvidas ou solicitar a visita de um consultor em sua empresa